Ervas, especiarias e condimentos

Ervas, especiarias e condimentos são ingredientes que servem para enriquecer as receitas, acrescentando-lhes sabor e aroma. Servem também como elementos de decoração e acabamento.
A maioria das especiarias é encontrada em forma de pó, como a pimenta-do-reino, noz-moscada e cominho.
As ervas aromáticas podem ser encontradas frescas ou secas. Se utilizar as secas, lembre-se que os sabores e aromas são mais concentrados, portanto, reduza um pouco a quantidade.Evite comprar ervas secas e especiarias em embalagens muito grandes. Compre o necessário para algumas receitas, pois com o passar do tempo, o sabor e o aroma tendem a diminuir.



 Açafrão
Sabor e aroma delicado, dá uma coloração amarela à receita e pode ser usado para dar cor a massas em geral. É utilizado em algumas receitas com frutos do mar, aves, risotos e na tradicional paella. Utilizado também na preparação de licores. Quando em pistilos, devem ser colocados em líquido morno antes de adicionados à receita. Normalmente, vinho branco ou água. Se em pó (como na imagem), pode ser adicionado directamente à preparação.


 
Açafrão Nacional

A cúrcuma é uma raiz de coloração amarela que, transformada em pó, é utilizada em substituição ao açafrão verdadeiro. Em termos de sabor e aroma, não tem nenhuma semelhança com o original. Tem em comum a capacidade de dar coloração amarela à receita. A cúrcuma é a base para o preparo de alguns pratos da culinária asiática.





 Alcaparra
É uma flor colhida ainda em botão e conservada, geralmente, em vidros, numa mistura de vinagre e sal. De sabor marcante e característico, enriquece molhos e saladas, peixes e carnes. Combina com molhos à base de manteiga, molhos com tomates e maionese.





Alecrim
Erva aromática com odor agradável e forte. Muito utilizada na região do Mediterrâneo, é ingrediente indispensável em assados à base de carne, peixes, pães e massas. Faz um casamento perfeito com azeite de oliva e alho.





 Alfavaca
Também conhecida como segurelha, pode ser utilizada em diversas receitas à base de carnes vermelhas e aves. Combina também com molhos à base de tomates ou manteiga com ervas.




O alho é um dos ingredientes mais importantes da culinária. Utilizado em quase todas as culturas gastronómicas, acrescenta sabor e aroma marcantes a muitos pratos tradicionais. Salvo se indicado em grandes quantidades na receita, deve ser utilizado com cuidado, pois pode sobrepor-se ao sabor dos ingrediente principais da receita, dominando o sabor final da preparação. Quando refogar o alho, evite dourar em excesso, pois isso fará com que a receita fique com um sabor levemente amargo.



Alho-Francês
Da mesma família das cebolas, com bulbo branco e folhas verdes e longas. A parte branca é utilizada em refogados, como recheio de tortas e quiches, com massas e em diversos molhos. A parte verde é indicada para aromatizar caldos, sopas e ensopados.


 Azeitona

 Esse é um dos ingredientes na culinária do Mediterrâneo. Utilizado como antepasto, no preparo de molhos e como decoração. Indispensável em alguma pizzas, nas empadinhas e em recheios para pastel.



Canela
 É a casca de uma árvore e pode ser usada aos pedaços (canela em pau) ou moída (canela em pó). Em pau, emprega-se em doces de massa ou em calda e em sobremesas caseiras, como o doce de abóbora, coco e outros. Em pó, pode ser salpicada em doces, em bananas, nos mingaus e em outras receitas. Fica excelente em gelados também. A culinária do médio oriente utiliza a canela como um dos seus principais temperos, inclusive para pratos salgados.


Caril ou Curry
O Caril tem sabor exótico. Compõe-se de uma mistura de várias especiarias. A base é a cúrcuma.  Existem misturas que contem até 16 diferentes especiarias e ervas. É o tempero básico de pratos indianos. Normalmente utilizado em ensopados de frango ou de pescados.




Cebola
Ingrediente indispensável na culinária. É a base da maioria dos refogados e entra na preparação de milhares de receitas. Pode ser utilizada crua, refogada, assada, frita ou cozida. Combina com praticamente tudo.



Cebolinha-verde
A cebolinha-verde, ou cebola-de-cheiro é da mesma família da cebola comum. O seu sabor é delicado e agradável. Pode ser usada como tempero para diversas receitas. Bastante utilizada na culinária típica brasileira, faz um bom par com a salsinha ou o coentro.






 Cheiro-verde

É uma mistura de cebolinha com salsa. Fresco ou desidratado, esse tempero é indicado para dar sabor e aroma aos refogados, aos ensopados e aos assados em geral.









 Coentro

As folhas do coentro são aromáticas e podem ser empregues para tempero de peixes e moquecas. É utilizado também em cozinhas mais exóticas, como a tailandesa e a mexicana.






 Cogumelos

 Segundo os franceses, os cogumelos trazem para mesa o aroma do bosque. Actualmente, encontramos várias qualidades de cogumelos, como os Paris, os Shiitake, os Shimeji e os Caetetuba. Cogumelos frecos devem ser limpos com um pano em vez de lavados. Encontram-se também os cogumelos secos ou desidratados, que possuem um sabor forte e marcante. Devem ser re-hidratados antes de serem utilizados nas receitas.





 Colorau

Também conhecido como colorífico, é extraído do pimentão vermelho ou das sementes do urucuzeiro, árvore nativa brasileira. Emprega-se para dar coloração vermelho-alaranjada a arroz, patês, molhos, aves e carnes de todos os tipos, na tradicional moqueca capixapa e em outras receitas.




 Cominho

 É uma semente pequena e alongada. Pode ser utilizada em grãos, para polvilhar pães salgados, ou em pó, como tempero de carnes de panela ou de assados. Apresenta um sabor forte, deve ser usado moderadamente, pois tende a dominar os sabores da receita.







 Cravo-da-Índia

Tem a forma de um pequeno botão de flor e aroma forte e picante. Utiliza-se inteiro em doces de frutas, sejam em calda ou em pasta. Em pó (pequena quantidade), serve para temperar carnes, ensopados e recitas de bolos, tortas e pães. É empregado também em bebidas.




 Dill

Uma saborosa e aromática erva, de sabor levemente anisado e parecido com o das folhinhas de erva-doce. Bastante empregado em receitas com peixes, nos molhos com iogurte e em algumas receitas com legumes.





 Erva-Doce

 As suas sementes são usadas em pães, doces, bolos, biscoitos e tortas. Serve também para aromatizar o chá que entra na composição da geleia de mocotó. Prepara-se também um delicioso chá com suas sementes.




 Estragão

Erva de folhas longas e finas, bastante aromática, utilizada largamente na culinária francesa. Alguns bons vinagres são aromatizados ao estragão.




 Gengibre

A raiz do gengibre tem sabor picante e aroma muito acentuado.  Na culinária oriental, é um dos ingredientes de base. Indispensável como acompanhamento para sushis e sashimis. Em pó, pode ser utilizado como aromatizante para biscoitos, bolos e tortas.




 Gergelim

 As sementes de gergelim são usadas ao natural ou torradas. Ao natural, são polvilhadas sobre massas de pães, tortas e biscoitos. Torradas, são mais apropriadas para polvilhamento de massas com calda de mel à chinesa, doces árabes e alguns pratos da culinária oriental.





 Hortelã

A hortelã fresca é muito utilizada na culinária árabe. Outro clássico é a geleia de hortelã, que acompanha receitas de carneiro e cordeiro. Entra, ainda, no preparo de bebidas, licores e chá.







 Kümmel

alcaravia-kumel Conhecido no Brasil por alcaravia, é muito utilizado por alemães e húngaros para dar sabor característico a alguns dos seus pratos mais comuns, como saladas de batatas, patês, chucrute, pães, bolos e biscoitos.




 Louro

É utilizado como aromatizante e como estimulante de apetite. Encontrado em folhas secas ou frescas na maioria dos mercados, serve para aromatizar carnes de todos os tipos, ensopados, caldos e marinadas. Algumas pessoas colocam no feijão preto. É utilizado também no cozinhar de castanhas.







 Manjericão


É bastante aromático, sendo usado na preparação de molhos de tomate, no tradicional Pesto genovês, em saladas, cremes, pastas, tortas e pizzas.









 Manjerona


De aroma e sabor delicados, a manjerona é usada no cozimento de presunto tipo tender, em molhos de tomate (com ou sem carne) e em assados de carne de porco.






 Molho Inglês

Condimento bastante utilizado na culinária. Realça o sabor de algumas receitas e torna-se ingrediente principal de outras. Combina com carnes em geral e fica óptimo em sanduíches e molhos. Na composição básica entram anchovas, cravo-da-índia, vinagre e açúcar.









 Mostarda


Condimento preparado a partir das sementes de mostarda misturadas com vinagre e cúrcuma, para dar cor. Encontrada em várias preparações diferentes, é indicada como acompanhamento para carnes, salsichas e embutidos em geral. Entra também na preparação de vários molhos, como o molho de mostarda, servido com filet mignon.





 Noz-Moscada


noz_moscada A noz-moscada é uma noz aromática. Ralada, serve para dar sabor característico a sopas, molhos, recheios de carne e frango, aves e carnes ensopadas ou assadas. Muito utilizada também em receitas doces. Utilizada na medida certa, confere um sabor delicado aos pratos. Pode ser prejudicial à saúde se utilizada em excesso, pois os seus óleos essenciais possuem princípios activos.



 Orégão


Tem aroma forte e tanto pode ser usado fresco como seco. Indicado para aromatizar pizzas e outros pratos da culinária italiana. O seu sabor tente a dominar a receita, portanto, deve ser usado com moderação. Para libertar mais sabor e aroma do orégão, ao adicioná-lo na receita, esfregue as folhinhas entre os dedos.





Papoula (Sementes)


A semente de papoula tem um sabor agradável e uma textura crocante. Como condimento, pode ser salpicada em massas, biscoitos, strudel e pães. Usa-se também em algumas receitas salgadas.






 Páprica


A páprica doce é extraída de pimentões vermelhos secos. Já a páprica picante é o resultado da pulverização de pimentas vermelhas ao sol. Tanto uma quanto a outra servem para das sabor e cor a diversas receitas. Bastante utilizada na culinária húngara, alemã, polaca e também na espanhola.





 Pimenta-Branca


 A pimenta-branca é extraída do mesmo fruto da pimenta-do-reino. Menos aromática e menos picante. O uso de ambas é o mesmo, mas a pimenta-branca dá um aspecto melhor ao tempero de sopas claras, maioneses, salpicões de legumes com carnes brancas ou presunto e pratos à base de molho branco, porque a sua cor não se destaca.





 Pimenta-de-Caiena


É uma espécie de pimenta vermelha seca e transformada num finíssimo pó. Muito picante, deve ser utilizada com cautela. É uma das pimentas mais utilizadas na culinária do sul dos Estados Unidos.




 Pimenta-Calabresa


 É a pimenta vermelha seca e transformada em flocos. Destaca-se por ser muito picante. Pode ser acrescentada a refogados bem como na finalização da receita. Utilize-a com moderação, pois ao ser aquecida ela liberta os óleos essenciais que conferem bastante ardor à receita.





 Pimenta da Jamaica


Apreciada especiaria, também conhecida como pimenta-síria ou tempero ba-har. O sabor e aroma lembram uma combinação de canela, noz-moscada e cravo. Útil no preparo de picles, peixes, carnes, frangos e alguns doces.




 Pimenta-de-Cheiro


As pimentas-de-cheiro são facilmente identificáveis. São bolinhas vermelhas ou amarelas, muito usadas na culinária brasileira. O seu sabor é suave e menos picante do que o da maioria das pimentas e possui aroma agradável, que estimula o apetite.





 Pimenta-do-Reino


Também conhecida como pimenta-preta, preferencialmente deve ser moída na hora, para manter suas características de aroma e sabor. Podem ser utilizados os grãos inteiros no preparo de caldos, conservas e molhos básicos. Na imagem pimenta preta e branca





 Pimenta-malagueta


O seu sabor inconfundível e marcante e seu aroma agradável fazem dela a variedade mais apreciada e mais apropriada à maioria dos pratos.









Pimenta-Verde


É o poivre-vert dos franceses: a pimenta-do-reino que foi colhida antes de amadurecer e que dá aos pratos um sabor todo especial. Levemente picante e perfumada, serve especialmente para temperar carne bovina. O prato mais conhecido entre os preparados com ela é o filé ao poivre-vert.





 Raiz-Forte


De forte aroma e sabor acentuado, é usada para temperar patês de queijo, saladas cruas de pepino ou rabanete, arenque e molhos.







 Sal


sal Tempero usado, mundialmente, em quase todos os pratos. A sua dosagem exacta  depende o sucesso ou o fracasso de um prato. Entra também na composição de muitos doces, pois realça o sabor. É encontrado em várias formas: refinado, marinho, grosso e em pedras. O sal marinho é o mais indicado para a culinária, pois proporciona à receita um sabor bastante agradável e pouco ácido.



 Salsa


Um dos temperos mais usados na cozinha. De sabor agradável e aroma suave, a salsa completa as mais variadas receitas. Pode ser encontrada nas espécies lisa ou crespa, sendo esta a mais indicada para a decoração de pratos.





 Salsão


O salsão ou aipo (nome científico Apium graveolens) é uma planta aromática alimentícia da família das apiáceas. As folhas entram no preparo de caldos, sopas e cozidos. Os talos podem ser consumidos crus, em forma de salada, ou refogados. É ainda um dos ingredientes básicos dos refogados à moda italiana, utilizados em receitas de ensopados.







Sálvia


É uma erva de folhas ligeiramente acinzentadas, aromáticas e levemente azedas. Servem para o tempero de assados em geral, molhos de sabor forte e carnes de carneiro, cabrito e porco. Bastante utilizado na cozinha italiana. Combina com molhos à base de manteiga.




Segurelha

É o mesmo que alfavaca.




 Tomilho


Mais uma erva importantíssima na culinária internacional. De pequenas folhas arredondadas, com sabor delicado, lembra o orégão, porém mais suave. Entra no tempero de carnes e aves em geral, combina com tomates, batatas e legumes. O azeite e o alho são companheiros ideais para o tomilho.






 Vinagre


Mais um ingrediente importante na culinária. A sua origem é muito antiga. É resultado da acidulação de vinho, arroz ou maçãs. O mais comum é o vinagre de vinho branco. O vinagre de arroz é utilizado em toda a culinária asiática e o de maçãs, em algumas culturas europeias e norte-americanas. Indispensável em receitas de molhos para saladas e em algumas marinadas para carnes.






















http://dicasereceitas.com/category/especiarias/

http://sabores.odisseias.net/single.php?id=2046

http://www.allblogtools.com/category/blogger-templates/foods/




0 comentários: