Caril

O caril tem origem indiana e é uma especiaria composta por ingredientes variados.

Este condimento é feito à base de pó amarelo de açafrão-da-índia, cardamomo, coentro, gengibre, cominho, casca de noz-moscada, cravinho, pimenta e canela. Para além destes ingredientes básicos, outros são incluídos, de acordo com as preferências: alforva, pimenta-de-caiena, cominhos finos, noz-moscada, pimenta-da-jamaica, pimentão e alecrim, entre outros. Existem caris que chegam a levar setenta plantas diferentes. Inicialmente o caril servia para temperar exclusivamente o arroz, mas actualmente é usado para a confecção de inúmeras receitas, como o frango de caril, etc.
É uma especiaria ideal para dar sabor ás carnes, peixes, aves, molhos, sopas de peixes, moluscos, assados em geral e cozidos.

Devido à variedade de temperos presentes na composição do caril, o mesmo torna-se uma especiaria com significativas propriedades funcionais.
As plantas sintetizam centenas de fitoquímicos que têm como função básica a proteção e perpetuação da espécie vegetal. Esses mesmos fitoquímicos, quando presentes na alimentação do homem, actuam de forma quimiopreventiva, com efeitos antioxidantes, antibacteriano, anti-viral, modulam a detoxificação enzimática, estimulam o Sistema Imune e reduzem processos inflamatórios.


De entre as propriedades funcionais das variadas especiarias presentes no Caril, destacam-se:

Gengibre: antioxidante, ajuda a tratar enjôos, combater infecções, prevenir doenças cardiovasculares, é auxiliar no emagrecimento por activar a termogenese (transforma parte das calorias presentes nos alimentos em calor);
Pimentas: antioxidante, purifica o sangue, auxilia na prevenção das doenças do coração, no tratamento da obesidade (activa a termogenese), nas dores reumáticas (compressas locais);
Canela: digestiva e antioxidante, ajuda a controlar a pressão sanguínea e a aliviar sintomas da menopausa.
Cominho: diurético, auxilia no tratamento de flatulência (gases);
Cardamomo: antioxidante, estimulante e digestivo;
Cravo-da-índia: ajuda a aliviar sintomas da menopausa, a proteger contra aterosclerose e diminuir os níveis de colesterol;
Erva doce: combate tontura, náuseas, flatulência, infecções intestinais e estomacais;
Coentro: antioxidante, digestivo, auxiliar no tratamento da ansiedade, moderador de apetite;
Cúrcuma: antioxidante





 

 

 

















COGUMELOS COM BACON


Ingredientes:

1 limão
1 cebola
2 colheres de sopa de natas
2 colheres de sopa de margarina
1 colher de sopa de salsa picada
2 embalagem de cogumelos frescos (inteiros ou laminados)
1 embalagens de bacon sem coiratos cortado muito fininho



Preparação:


Leve ao lume numa frigideira larga as fatias de bacon a fritar com um pouco de margarina.
Quando estiverem bem sequinhas, retire-as com uma escumadeira e reserve.
Adicione o resto da gordura à frigideira, deite a cebola picada e deixe-a cozinhar até ficar translúcida. Introduza os cogumelos e deixe-os cozinhar até desaparecer a água que deitam. Adicione as natas, o sal, a pimenta, a salsa picada e umas gotas de limão (ou vinagre balsamico).
Rectifique o tempero e, finalmente, enfeite com o bacon frito.
Acompanhe com fatias de pão frito em manteiga e alho.

TARTE DE DIOSPIROS

Ingredientes:

60g de manteiga
500g de dióspiros
5 folhas de gelatina
1 litro de iogurte de baunilha
meio cálice de licor de laranja
300g de biscoitos de chocolate ou bolachas de chocolate com pepitas



Preparação:
Pique os biscoitos numa misturadora com a manteiga e forre uma forma de tarde com esta mistura.
Ponha as folhas de gelatina de molho em água fria, entretanto tire a pele aos dióspiros e bata-os com a varinha mágica. Escorra as folhas de gelatina e derreta-as no microondas durante 20 segundos na potência máxima. Adicione o licor de laranja e junte tudo ao puré de dióspiros. Adicione o iogurte. Misture bem e deite sobre a base de bolacha. Leve ao frigorífico e deixe solidificar.